Vacina de cancro possivelmente eficaz no tratamento do cancro renal

Os avanços no desenvolvimento de vacinas para o tratamento de cancro vão-se acumulando com resultados muito promissores. Segundo a previsão feita pela GlobalData, nos próximos 6 anos deverão surgir várias novas vacinas terapêuticas de cancro. Talvez tenha sido essa afinal a razão para em 2011 a Comissão dos Prémios Nobel ter laureado o biólogo Ralph Steinman, descobridor das células dendríticas e das suas aplicações terapêuticas no combate a várias doenças, inclusive o cancro.

Pesquisadores da Universidade de Tubingen publicaram recentemente na revista Nature Medicine os resultados de dois estudos clínicos de Fase II nos quais se avalia a eficácia de uma nova vacina de canco para o tratamento de cancro renal. A vacina com o nome IMA901 é composta de 10 péptidos associados ao tumor os quais ativam os linfócitos-T do paciente de forma a mobilizá-los para a destruição das células do tumor. Ao contrário da qumioterapia, este processo provoca uma resposta imunitária do próprio organismo levando-o a atacar o cancro. Estes estudos demonstraram que esta imunização ativa contra o cancro pode ser bem-sucedida e aumentar mais a esperança de vida de um paciente do que até as mais avançadas técnicas de quimioterapia disponíveis atualmente. A isto acrescenta-se o facto de o tratamento não comportar quase nenhum efeito colateral.

O Pofessor Dr. Hans-Georg Rammensee, diretor do Departamento de Imunologia da Universidade de Tubingen está convencido que esta descoberta tem implicações para todosostipos de cancro: “Este trabalho representa um marco no desenvolvimento de imunoterapias de cancro. O princípio utilizado aqui – o da imunização ativa contra antigénios de cancro previamente identificados nas células de cancro – pode ser usado contra praticamente todosos tipos de cancro.” A Universidade tem publicado os resultados de estudos clínicos semelhantes em casos de cancro colco-retal e próstata, todoscom resultados promissores.

Sem dúvidas que vivemos um tempo onde novas terapêuticas parecem poder surgirem breveparao tratamento do cancro. As vacinas parecem ser uma solução viável desde que tenhamos a oportunidade de as testar em estudos clínicos que dependem de financiamento. Caso este não se encontre embargado por falta de interesse económico nos resultados desses estudos, veremos concerteza alguns avanços significativos. Neste momento está a decorrer um estudo clínico de Fase III (a última antes da aprovação) para determinar os benefícios clínicos do tratmanto com a vacina IMA901.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s